Quinta-feira, 28 de Outubro de 2010

Por fim aprendera a fazer o nó de forma correcta. Passou-a sobre a viga de madeira, subiu para cima do banco e colocou-a à volta do pescoço. Pensou que ficaria bem um dramático fechar de olhos mas constatou que precisava olhar o banco para poder afastar, como fez, com um pontapé. O último som que ouviu foi um baque seco de algo a quebrar.
Deitado no chão do velho armazém olhou a corda partida. Afinal não era verdade que o algodão não engana.



publicado por joao moreira de sá às 11:55 | link do post | comentar
|

1 comentário:
De rodbispo a 28 de Outubro de 2010 às 13:36
Lindo:D
abraço!
rod


Comentar post

Creative Commons License
Este Blog está licenciado sob uma Licença Creative Commons.

Micro Cuts



CONTÉM CONTO MEU (já editado Comprar: AQUI
Ocultos Buracos

Promote Your Page Too

VAI CONTER CONTO MEU (pelo Natal, mas já podem clicar na imagem)



mais sobre mim
links
cuts recentes

Dias

Curva

Lama

Avião

Olhos

Cidade

Carro

Ponte

Vida

Vidas

arquivos
Twitter
Joao Moreira de Sa



subscrever feeds