Sexta-feira, 13.07.18

O que poderia ter sido se tivesse dito alguma coisa.



publicado por joao moreira de sá às 13:24 | link do post | comentar

Terça-feira, 26.06.18

Quando acordava com aquela vontade de ser real o amor sem cara do sonho.



publicado por joao moreira de sá às 16:56 | link do post | comentar

Terça-feira, 12.06.18

Era uma ânsia interior permanente, que o fazia estar sempre um pouco à frente do momento.



publicado por joao moreira de sá às 13:12 | link do post | comentar

Quinta-feira, 10.05.18

Forrava as paredes com imagens de todos os locais onde já estivera, gostava delas vazias.



publicado por joao moreira de sá às 14:37 | link do post | comentar

Quarta-feira, 09.05.18

Um dia, sem querer, tropeçou nela e quebrou a monotonia.



publicado por joao moreira de sá às 14:52 | link do post | comentar

Terça-feira, 08.05.18

Todos os dias lhe acontecia a mesma coisa desagradável. Acordava.



publicado por joao moreira de sá às 11:35 | link do post | comentar

Sexta-feira, 04.05.18

Começou a ver a vida andar para trás. Desviou-se para a deixar passar e seguiu caminho.



publicado por joao moreira de sá às 11:26 | link do post | comentar

Quinta-feira, 03.05.18

Tinha perdido todas as esperanças. Estava aflito. Não eram dele e tinha que as devolver.



publicado por joao moreira de sá às 19:33 | link do post | comentar

Fechava os olhos e via o rosto dela. Um dia não os abriu mais.



publicado por joao moreira de sá às 09:52 | link do post | comentar

Quarta-feira, 02.05.18

Olhou para baixo. As pessoas pareciam formigas. Saltou. O mergulho foi perfeito.



publicado por joao moreira de sá às 12:11 | link do post | comentar

Segunda-feira, 30.04.18

Sempre a mesma coisa todas as manhãs. Saía. Fechava a porta. E lá acontecia aquela chatice de se abrir uma janela.



publicado por joao moreira de sá às 18:01 | link do post | comentar

Trocou tudo por ela. Ela trocou-o por nada.



publicado por joao moreira de sá às 15:30 | link do post | comentar

Quarta-feira, 14.06.17

Adorava os dias de sol e calor. Nem saía de casa. 



publicado por joao moreira de sá às 15:10 | link do post | comentar

Terça-feira, 13.06.17

Esperou que a bicicleta virasse à direita. Não virou. Paciência. 



publicado por joao moreira de sá às 15:10 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Segunda-feira, 12.06.17

Sentia-se completamente na lama. Ia dar uma trabalheira limpar. 



publicado por joao moreira de sá às 15:10 | link do post | comentar

Domingo, 11.06.17

Tentou desesperadamente enviar uma mensagem antes que o avião atingisse o solo. Tarde demais. As pessoas já se começavam a levantar e a retirar as bagagens. 



publicado por joao moreira de sá às 15:08 | link do post | comentar

Sábado, 10.06.17

Não deixou sair as lágrimas. Inundou-se de tristeza para afogar as mágoas. 



publicado por joao moreira de sá às 15:07 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sexta-feira, 09.06.17

Às vezes cheirava a mar na cidade. Às vezes cheirava a ela. 



publicado por joao moreira de sá às 15:07 | link do post | comentar

Quinta-feira, 08.06.17

Viu o carro aproximar-se. Ficou imóvel. Estava vermelho para os peões. 



publicado por joao moreira de sá às 15:06 | link do post | comentar

Quarta-feira, 07.06.17

Estava na berma da ponte. Queria saltar. Sem coragem. Decidiu. Saltou. Não confiava nisto do bunjee jumping. 



publicado por joao moreira de sá às 15:06 | link do post | comentar

Terça-feira, 06.06.17

Aconteceu tudo de uma forma muito rápida. É a vida. 



publicado por joao moreira de sá às 15:05 | link do post | comentar

Sexta-feira, 18.11.16

Viu a vida a passar-lhe diante dos olhos. Optou por não a cumprimentar.



publicado por joao moreira de sá às 15:25 | link do post | comentar

Ela submergia-o em ondas de paixão. Até que um dia o afogou. 

 


publicado por joao moreira de sá às 13:24 | link do post | comentar

Quinta-feira, 16.06.16

Pensou viver da caça. Mas ficava estranho entrar no talho com arco e flecha. 

 


publicado por joao moreira de sá às 12:30 | link do post | comentar

Quarta-feira, 15.06.16

Um dia, decidiu ir e foi. Depois voltou, como fazia todos os dias.

 



publicado por joao moreira de sá às 12:30 | link do post | comentar

Terça-feira, 14.06.16

O paraquedas não abriu. Caiu com estrondo no chão. Maldito sonho.

 



publicado por joao moreira de sá às 12:30 | link do post | comentar

Sábado, 11.06.16

Gostava de ver o pôr do sol sentado na velha cadeira de baloiço, debaixo do alpendre. Era por isso que detestava aquele apartamento.

 



publicado por joao moreira de sá às 12:30 | link do post | comentar

Sexta-feira, 10.06.16

Uns dias, subia pelas escadas e descia no elevador, noutros dias, fazia precisamente o contrário. 

 



publicado por joao moreira de sá às 12:30 | link do post | comentar

Quinta-feira, 09.06.16

Não foi preciso ela dizer nada.

 



publicado por joao moreira de sá às 12:30 | link do post | comentar

Quarta-feira, 08.06.16

Abriu a janela. O mundo lá fora tinha mudado pouco. Voltou a fechar.

 



publicado por joao moreira de sá às 12:30 | link do post | comentar

Creative Commons License
Este Blog está licenciado sob uma Licença Creative Commons.

Micro Cuts



CONTÉM CONTO MEU (já editado Comprar: AQUI
Ocultos Buracos

Promote Your Page Too

VAI CONTER CONTO MEU (pelo Natal, mas já podem clicar na imagem)



mais sobre mim
links
cuts recentes

#

#

#

#

#

#

#

#

#

#

arquivos
Twitter
Joao Moreira de Sa



subscrever feeds